Modern Action Movies

⏱ TIMESTAMP:

00:00 - Introdução

00:37 - Veja a Amazon como seu parceiro de negócio

01:06 - 1. Cadastro

02:14 - 2. Categorias dos produtos

02:37 - 3. Anúncios dos produtos

00:37 - Veja a Amazon como seu parceiro de negócio

Vendo a relação entre o seu negócio e a Amazon como uma parceria, cabe a você conhecer as regras para começar a trabalhar dentro desse marketplace. Por isso, deixamos aqui o link, disponibilizado por eles mesmos: https://venda.amazon.com.br/venda.

01:06 - 1. Cadastro

Existem duas formas de se cadastrar na Amazon. A primeira delas é o Cadastro Individual, mais voltado para pessoas que queiram vender esporadicamente e não, necessariamente, montar uma operação dentro do marketplace. Já no segundo, chamado de Cadastro Profissional, você paga uma mensalidade de R$ 19 para a Amazon para ter acesso a diversas funcionalidades que vão otimizar o seu trabalho na plataforma. Além desse valor mensal, você vai precisar pagar uma taxa em cima da venda de cada produto, de varia de acordo com as categorias escolhidas.

02:14 - 2. Categorias dos produtos

Existem alguns nichos de mercado que ainda não têm categoria dentro da Amazon para vender. Então, para conhecer as categorias que já estão liberadas, acesse esse link da própria plataforma: https://venda.amazon.com.br/venda#pub....

02:37 - 3. Anúncios dos produtos

Existem duas formas de cadastrar seus produtos dentro da Amazon. A primeira é utilizando o Catálogo da Amazon, que é um anúncio padrão no qual você participa da venda daquele anúncio junto com outros concorrentes. É importante entender que a ferramenta dá bastante relevância para esse tipo de anúncio. Relevância é sinônimo de mais exposição e, consequentemente, mais vendas. O segundo tipo de anúncio é o Manual, ou seja, nesse caso você precisa cadastrar manualmente os produtos do zero. Para diferenciar os dois, você deve utilizar um código de barras em cada um deles.

Featured

TIMESTAMP:

00:00 - Introdução sobre como fazer a copy certa

00:24 - 1. Tenha um objetivo definido

01:48 - 2. Tenha clareza na sua comunicação

02:23 - 3. Conheça seu público

03:32 - 4. Crie conexão emocional

04:12 - 5. Use gatilhos mentais

04:58 - 6. Crie um bom título

05:08 - 7. Lembre-se do CTA

05:51 - 8. Use verbos de ação

05:59 - 9. Traga dados de números e pesquisas

06:28 - 10. Use a técnica do storytelling

06:54 - 11. Enfatize o tópico principal

00:24 - 1. Tenha um objetivo definido

Qual é a finalidade da sua campanha ou ação? Qual é o caminho que você quer que o cliente percorra para chegar até a venda? Tendo essas duas perguntas respondidas, será muito mais fácil construir a sua copy focada nesse objetivo principal.

01:48 - 2. Tenha clareza na sua comunicação

Deixe tudo o mais simples possível, evitando uma linguagem técnica quando for descrever o seu produto ou aquele discurso vendedor demais. Tenha certeza de que a mensagem que você quer passar está, de fato, chegando até o cliente.

02:23 - 3. Conheça seu público

Quem quer falar com todo mundo, acaba não falando com ninguém. Faça enquete, envie pesquisar, use os dados que o seu Instagram ou site te fornecem e vai mapeando exatamente quem são essas pessoas que você quer se comunicar e vender.

03:32 - 4. Crie conexão emocional

Para isso, técnicas como o rapport podem ajudar muito nesse ponto. No mundo dos negócios, essa técnica é muito usada para conquistar e fidelizar clientes, por meio de estratégias simples como personalizar a mensagem chamando a pessoa pelo nome.

04:12 - 5. Use gatilhos mentais

Os gatilhos mentais funcionam como mecanismos para incentivar o cérebro humano a ter uma determinada ação. Para isso, recursos como reciprocidade, autoridade, escassez e aprovação social pode ser aquele gancho que falta para o seu cliente concluir a ação que você deseja.

04:58 - 6. Crie um bom título

Pense que ele é o primeiro contato que o seu leitor vai ter com o resto do conteúdo. Por isso, você precisa chamar a atenção com ele. Seu título precisa ir direto ao ponto e deixar claro sobre qual assunto aquele conteúdo vai tratar.

05:08 - 7. Lembre-se do CTA

Além disso, também é fundamental deixar claro para quem está lendo qual é o próximo passo a ser tomado a partir dali. Para isso, usamos dentro da copy uma chamada para ação.

05:51 - 8. Use verbos de ação

O principal objetivo do copywriting não é fazer com que um potencial cliente siga uma ação definida por você? Então, usar os verbos no imperativo (“veja aqui”, “clique para saber mais”, “inscreva-se agora”) ou no infinitivo (“assistir ao vídeo”, “conferir o e-book”) é a melhor forma de indicar para ele qual vai ser esse próximo passo.

05:59 - 9. Traga dados de números e pesquisas

Se o objetivo do seu texto é comprovar uma informação, mostre indicadores e pesquisas que tragam isso para a realidade, que materializam aquilo que você está comunicando.

06:28 - 10. Use a técnica do storytelling

Essa estratégia é uma das formas mais eficientes de atrair e engajar o seu público, já que, quando você conta uma história, você pode despertar emoções e memórias em quem está lendo ou escutando aquela informação. Quer saber mais sobre assunto, confira o nosso vídeos sobre storytelling: https://www.youtube.com/watch?v=udGJz...

06:54 - 11. Enfatize o tópico principal

Por fim, a última dica é: reforce a mensagem mais importante do seu texto. Isso faz toda a diferença para gravar a mensagem na cabeça do cliente e pode ser mais um gancho para a conversão.

Se a sua empresa ainda não está no Google, você está perdendo vendas! Faça uma busca breve por seu produto ou serviço e veja quantos concorrentes aparecem nas primeiras posições. Esses concorrentes fazem vendas que poderiam ser suas. Com este vídeo você irá aprender a como dar o primeiro passo, e começar a anunciar no Google, com um tutorial completo de como criar uma campanha no Google Ads. Você vai aprender a criar uma campanha do zero, entender as configurações da plataforma, definir o nome do grupo de anúncios e muito mais. Este é um vídeo que pode te ajudar a mudar o rumo do seu negócio!

A estratégia omnichannel tem conquistado cada vez mais clientes. Mas você sabe o que é omnichannel?

Basicamente, omnichannel é uma estratégia de integração dos canais de venda, atendimento e/ou marketing de uma empresa.

O termo omnichannel significa “todos os canais”. Para começar uma estratégia de omnichannel no varejo, é necessário muito estudo de como seus processos estão estruturados, observação de cases e pesquisas junto ao público para entender seus canais de preferência.

Se você quer saber como fazer tudo isso, Samuel Gonsales, especialista em omnichannel da Millennium, faz uma reflexão sobre o que significa ser omnicanal e cita casos de sucesso muito interessantes no vídeo. É só dar o play!

Featured

Veja neste vídeo, as melhores tendências de Ecommerce para 2022, de acordo com Gabriel Bollico, para bombar suas vendas!

Entregas mais rápidas, atendimentos agilizados e mais eficazes, variados (e eficazes) pagamentos, e muito mais!

JD.com é um dos maiores varejistas da China, online e offline.

Com mais de 300 milhões de clientes, eles tem uma vasta rede de armazéns e estações de entrega, e entregam a maioria dos pedidos em menos de um dia.

Este vídeo é um projeto do primeiro centro de distribuição de e-commerce totalmente automatizado do mundo, onde um sistema de máquinas automatizadas, robôs e veículos autônomos trabalham para selecionar e embalar pedidos.

Um dos principais desafios que você pode encontrar ao começar a vender na internet está ligado ao investimento inicial no estoque. E você sabia que é possível abrir um Ecommerce mesmo sem investir em estoque e processos logísticos? Mas, para isso, é necessário adquirir o conhecimento necessário para transformar o seu sonho de empreender em realidade! Por isso, a Babi listou 3 formas de vender sem estoque para você começar a vender na internet ainda hoje. Confira:

[2:30] Representante comercial: Essa é uma estratégia bem comum no mercado e que traz bastante resultados para quem tem pouco ou nenhum investimento inicial. Funciona da seguinte forma: você vai até uma loja da sua cidade e faz uma parceria com ela para anunciar os produtos na internet, garantindo uma comissão por venda.

[4:30] Print on Demand: é uma forma de vender produtos customizados que são impressos de acordo com as vendas dos produtos. Existem empresas que fazem Print on Demand de canecas, blusas, cadernos, entre outros produtos.

[5:42] Dropshipping: é uma modalidade logística na qual o seu fornecedor fica responsável por todo o processo logístico após a venda do produto. Você só precisa se preocupar com a divulgação e venda.

⏱ TIMESTAMP: 00:00 - Introdução 00:20 - Quais as vantagens do e-mail marketing? 00:31 - Tipos de e-mail marketing 01:43 - Passo a passo para criar bons e-mails marketing 02:02 - 1. Definição de público-alvo 02:28 - 2. Definição do conteúdo 04:11 - 3. Teste e resultados 00:20 - Quais as vantagens do e-mail marketing? Seja para fazer a divulgação de conteúdos, apresentar produtos ou anunciar promoções, cada vez mais as empresas estão usando e-mail marketing. O objetivo pode ser para a aquisição de clientes, para gerar mais vendas, ou também para fidelizar os consumidores que já compraram naquela loja. Além de aproximar você do seu cliente, essa ferramenta permite que você chegue a centenas ou milhares de pessoas de uma só vez, e geralmente, traz um retorno financeiro bem rápido. 00:31 - Tipos de e-mail marketing ➝ Newsletters: comunicados que uma base de contatos recebe com certa frequência e englobam assuntos relacionados ao negócio. ➝ E-mails sazonais: enviados em alguma data comemorativa, como aniversário, Natal, Dia das Mães etc. ➝ E-mails de nutrição: guiam o potencial cliente até o momento da compra e, geralmente, estão dentro de um funil de marketing. ➝ E-mails promocionais: como o próprio nome já diz, são feitos para levar o cliente direto para a compra, geralmente com algum apelo de promoção ou desconto. 01:43 - Passo a passo para criar bons e-mails marketing Existem algumas dicas fundamentais para criar e-mails que realmente tragam resultados pra sua empresa. Veja quais são eles: 02:02 - 1. Definição de público-alvo Quem vai receber aquele e-mail? São clientes inativos ou recorrentes? Ou são potenciais novos clientes, que você ainda precisa consquistar e convencer de que seu produto realmente vale a compra? Tenha esses pontos bem definidos antes de partir para o conteúdo. 02:28 - 2. Definição do conteúdo Nesta etapa, existem pontos importantes que você precisa se atendar: 1º. Assunto do e-mail: seja curto e desperte a curiosidade do leitor; 2º. Remetente: sempre coloque uma pessoa real como remetente dos seus e-mails marketing; 3º. Linguagem: evite termos muito comerciais e vendedores, escreva uma mensagem humanizada, direta e objetiva; 4°. CTA: não se esqueça da chamada para ação do seu e-mail marketing. 04:11 - 3. Teste e resultados Só assim você vai entender o tipo de mensagem que mais engaja o seu público e, consequentemente, vai conseguir encontrar a fórmula certa para os e-mails da sua empresa.

TIMESTAMP:

00:00 - Introdução

00:31​ - O que é marketing digital e como ele funciona?

00:57​ - Marketing digital vale a pena?

01:38​ - Como começar no marketing digital?

02:02​ - 1. Marketing digital e redes sociais

02:35 - Persona: o que é a persona no marketing digital?

02:45​ - 2. Marketing digital e tráfego pago

03:10 - 3. Marketing digital e SEO

00:31​ - O que é marketing digital e como ele funciona?

Marketing digital é a estratégia que marcas e empresas usam para conquistar e fidelizar clientes por meio da internet. O marketing digital funciona para você criar estratégias para atrair o seu consumidor, medir seus resultados e gerar mais vendas. Ele pode ser aplicado tanto para quem é lojista e quer vender seus produtos físicos, quanto para quem é criador de conteúdo e quer vender seus produtos digitais.

00:57​ - Marketing digital vale a pena?

No vídeo, você confere alguns dados relevantes que podem te mostrar que, sim, o marketing digital vale a pena. O motivo é simplesmente porque quase todo mundo está na internet!

01:38​ - Como começar no marketing digital?

Neste vídeo, trouxemos três opções que podem ser feitas por qualquer pessoa que quer aprender a fazer marketing digital para iniciantes, mas não sabem por onde começar. E o melhor de tudo: quando bem feitos, todos eles trazem muitos RESULTADOS! Confira abaixo:

02:02​ - 1. Marketing digital e redes sociais

Se você não sabe como começar no marketing digital, um bom caminho é iniciar pelo social, também conhecido como marketing pelas redes sociais, como o Instagram, por exemplo. Essa estratégia tem como principal objetivo chamar a atenção do público, gerar engajamento com eles (interações como likes, compartilhamentos, trocas de mensagens, etc) e, por fim, gerar a conversão em vendas.

02:35 - Persona: o que é a persona no marketing digital?

Para fazer funcionar o marketing digital nas redes sociais, é importante saber com quem você está falando, ou seja, quem é a sua persona, o seu cliente ideal. Depois, você precisa descobrir o que essa persona gosta de consumir, em quais canais está e até com qual linguagem você deve se comunicar com ela.

02:45​ - 2. Marketing digital e tráfego pago

Você sabe como funciona o tráfego pago? Neste caso, você paga para as plataformas (Google, Facebook, Instagram etc) e aparece para as pessoas em forma de anúncios. Com essa estratégia você consegue ampliar o alcance das suas publicações e o número de visualizações. É um caminho ótimo para conseguir resultados rápidos.

03:10 - 3. Marketing digital e SEO

Afinal, o que é SEO? O SEO é uma ótima alternativa para quem busca dicas de marketing digital para iniciantes. Nesta opção, são usadas técnicas para construir conteúdos usando boas práticas para que seu site, produto ou página apareçam no Google. O melhor dessa estratégia é que você não precisa pagar nada para estar lá. Ela não só funciona, como também gera muito tráfego orgânico e conversões.

"Nesse vídeo eu mostro exatamente quanto custa começar do zero no Marketing Digital para vender em plataformas como a Hotmart, Monetizze e Eduzz. Eu te mostro um verdadeiro passo a passo para ganhar dinheiro na internet.

O intuito do vídeo é te ajudar como começar no marketing digital e te mostrar quanto custa criar um negócio digital mesmo que você seja um afiliado iniciante, sem nunca ter feito sua primeira venda ou mesmo que você não saiba nada de marketing digital. Eu te mostro nesse vídeo quanto custa começar do zero no marketing digital para você aprender ganhar dinheiro como afiliado sem ter que investir muito.

Basicamente, são 5 tópicos que irei abordar para te ajudar entender em que você precisa investir, qual valor ideal para investir no seu negócio e começar ter bons resultados no marketing digital.

Enfim, saber quanto custa começar um negócio do zero é uma excelente forma para estruturar o seu projeto e uma das formas mais simples de ganhar dinheiro na internet como afiliado. Por isso, eu resolvi fazer esse vídeo para te ajudar a como começar do zero no Hotmart e em outras plataformas"

TIMESTAMP:

00:00 - Introdução e apresentação Douglas Souza

00:40 - Como funciona o dropshipping?

01:55 - 1. Escolha do nicho de mercado

02:47 - 2. Escolha dos fornecedores para vender sem estoque

04:37 - 3. Criação da loja virtual

05:38 - 4. Prazos e Política de Troca e Devolução bem esclarecidos

07:25 - 5. Acompanhamento de todos os pedidos

07:46 - 6. Bom atendimento ao cliente

00:40 - Como funciona o dropshipping?

Dropshipping nada mais é do que montar uma loja virtual e vender produtos sem ter a necessidade de mantê-los em um estoque físico. Assim, você envia todos os pedidos para o seu fornecedor e ele é quem vai fazer a entrega da mercadoria diretamente para o consumidor final.

01:55 - 1. Escolha o nicho de mercado

Uma boa dica para quem está começando a trabalhar com dropshipping é montar um e-commerce mais genérico, em que você consiga atuar com vários nichos ao mesmo tempo. Com isso, você vai poder perceber quais deles dão mais certo para o seu público e quais tipos de produtos têm mais saída em vendas.

02:47 - 2. Escolha dos fornecedores

Existem muitos fornecedores de dropshipping, mas você precisa estar atento aos que realmente têm uma logística muito boa e, ao mesmo tempo, produtos de qualidade. Para fazer essa escolha, entenda a quantidade de pedidos que esse fornecedor já fez para um determinado tipo de produto (no mínimo, entre 500 e 1000 pedidos). Além disso, considere as avaliações que ele já recebeu até ali.

04:37 - 3. Criação da loja virtual

Hoje em dia, qualquer pessoa consegue criar a sua própria loja virtual de maneira simples e intuitiva. Basta contar com uma plataforma de e-commerce que te ajude nesse processo, como a Allomni E-commerce Partner

05:38 - 4. Prazos e Política de Troca e Devolução bem esclarecidos

Como o dropshipping é uma modalidade que os próprios consumidores não conhecem tanto, você precisa explicá-los, de uma maneira clara e objetiva, como que esse modelo de negócio funciona.

07:25 - 5. Acompanhamento de todos os pedidos

Acompanhe, do começo ao fim, todos os pedidos que estão sendo feitos na sua loja virtual. Para isso, crie uma rotina na qual, todos os dias, você tire alguns minutos para checar como estão indo essas entregas.

07:46 - 6. Bom atendimento ao cliente

Converse sempre utilizando a linguagem do seu cliente. Isso, além de gerar mais proximidade e conexão, vai te ajudar a vender muito mais na sua loja virtual.

As mídias sociais se tornaram um fenômeno na internet, onde brasileiros dedicam bastante de seu tempo consumindo conteúdos ou interagindo com pessoas e marcas por diversas plataformas. Diante disso, o Social Commerce ganhou espaço para que marcas consigam faturar mais, porém para se obter resultados é necessário entender as diferenças entre ter presença online e aplicar estratégias efetivas de Social Commerce. Para isso, este Webinar se propõe a trazer luz para os principais recursos, estratégias e práticas que podem auxiliar o varejista no aumento de faturamento. Tópicos que serão abordados: - O que é Social Commerce; - O que é Live Commerce; - Como dominar as redes sociais; - Melhores práticas para vender pelas redes sociais.

No vídeo de hoje, Bruno de Oliveira, Babi Tonhela e Lucas Lombardi falam sobre como encontrar bons fornecedores. Fornecedor é o básico quando se fala de vendas. Se você tem um comércio eletrônico ou físico e vai vender alguma coisa, precisa de alguém que te entregue o produto ou a matéria-prima dele, para que você consiga fazer uma gestão de estoque, e claro, vender! Fornecedores estão por todos os lugares. Porém, um dos maiores problemas é encontrar os bons que estão, normalmente, ocultos… Mas como saber quem é um bom fornecedor?

Para quem está começando, a dica é não escolher o fornecedor pelo preço.

Os melhores fornecedores são aqueles que têm disponibilidade de estoque sempre, que trabalham com reposição rápida e têm a opção de consignação ou crédito. É muito provável que a maior parte dos bons fornecedores do seu nicho, esteja fora da internet.

Ao contrário do que muita gente pensa, o varejo online não é tudo. Então, a dica é: vai para a rua, procure locais que vendem os produtos que você quer vender e pegue, nos rótulos, as informações dos fornecedores. Depois, faça contato com todos eles.

No varejo físico, você pode acabar encontrando aquilo que estava procurando há tanto tempo, para melhorar o seu negócio na internet.

Ao longo do podcast, o Bruno, Lucas e Babi oferecem mais dicas sobre como achar bons fornecedores, o que pode te ajudar muito a vender pela internet...

Como vender mais na minha Loja Virtual? Como vender mais todos os dias? Faço várias ações de divulgação mais não consigo saber como vender mais na minha Loja virtual. Nessa aula Rafael Souza fala dos 10 Passo Definitivos e Garantidos de como vender mais na loja virtual a partir de Hoje. Se você seguir cada um desses passos com certeza você vai aprender como vender mais na sua loja virtual e escalar os resultados do seu e-commerce. Atualmente mais de 85% das Lojas virtuais ativas no mercado não sabem como vender mais. A grande maioria das loja não consegue fazer nem 10 pedidos no mês. Essa estatística comprova que a maioria das pessoas que começam uma loja virtual não dedicam tempo e energia suficientes para aprender como vender mais no e-commerce. Para você aprender como vender mais na sua loja virtual, é necessário entender exatamente cada um desses 10 Pontos, responsáveis por fazer sua loja virtual se tornar uma máquina de vendas, ou caso você não aplique com muito cuidado e dedicação cada um desses 10 pontos de como vender mais na sua loja virtual, infelizmente não alcançará o sucesso.

Quero compartilhar nesse vídeo as 5 fontes de tráfego que eu uso no meu negócio e que me geram mais de 6 dígitos mensais como afiliado digital. Essas são as melhores formas de vender todos os dias pela internet.

Então, se você está à procura de aprender sobre:

- melhores fontes de tráfego

- Tráfego pago para afiliados

- Tráfego pago

- Tráfego orgânico

Você está no vídeo certo! Pois eu vou te falar sobre as 5 melhores fontes de tráfego para marketing de afiliados e como vender online sem aparecer para vender em plataformas como a Hotmart, Monetizze, Eduzz e Ticto.

O intuito do vídeo é te ajudar a identificar quais as melhores fontes de tráfego pago e as fontes de tráfego orgânico para usar no seu negócio online, mesmo que você seja um afiliado iniciante, sem nunca ter feito sua primeira venda ou mesmo que você não saiba como usar tráfego pago e orgânico. As duas primeiras fontes de tráfego que eu cito o Google Ads e o Facebook Ads são fontes de tráfego pago que são usadas para atrair as pessoas pela internet e vender como afiliado tráfego pago. Já as outras que eu cito o YouTube, Instagram e Blog podem ser usadas como fontes de tráfego orgânico onde você não precisa investir em anúncios pagos.

Basicamente, eu vou te falar o que é preciso e qual a principal diferença para vender como afiliado no Google Ads, no Facebook Ads e Instagram Ads. E também com o usar o trafego orgânico para ganhar dinheiro online no Youtube e no seu Blog. Contudo, é importante saber quais dessas fontes de tráfego pago e tráfego orgânico melhor se encaixa no seu negócio para vender online e ganhar dinheiro na internet.

Enfim, saber como gerar tráfego para vender como afiliado Hotmart no Google Ads, Facebook Ads e Instagram Ads você vai conseguir ter resultados bem acima da média de outras pessoas.

Por isso, eu resolvi fazer esse vídeo para te ajudar a entender as fontes de tráfego no marketing digital e aprender como usar o tráfego pago e orgânico no seu negócio, para que assim você possa melhorar ainda mais os seus resultados como afiliado Hotmart.

Portanto, se você quer saber como gerar tráfego pago e como gerar tráfego orgânico assista agora a esse vídeo!

Garanto pra você que esse conteúdo dificilmente é encontrado de graça assim na internet. Para aprender como ganhar dinheiro na internet, muitas vezes você só encontra conteúdo como esse em cursos pagos.

Trabalhar os canais de venda online de maneira estratégica pode ser uma grande maneira de expandir a presença digital da sua marca, além de criar mais pontos de contato com o seu consumidor, potencializando o seu negócio. Hoje, além de ser uma forma de aumentar e diversificar as vendas, os canais também ajudam a criar uma relação com seu público e conhecê-lo melhor é essencial para conseguir dados e insights de como melhorar os seus serviços e produtos.

Então, vamos conferir quais são os tipos de canais digitais, particularidades e pontos positivos de cada um para traçar a melhor estratégia para a sua marca. Com Jacques Benadiba, Head Comercial - Synapcom.

Aperte o play e confira o conteúdo até o final.

1:00 Muita gente não quer que você saiba disso

1:23 O que é Copywriting 2:02 Onde aplicar Copywriting?

2:46 Como surgiu o Copywriting?

3:58 Diferença entre Copywriting e Copyright

6:12 Para quem o Copywriter trabalha?

6:37 Você não precisa disso para ser Copywriter

7:50 O que é preciso para ser Copywriter?

8:13 Ferramentas de trabalho do Copywriter

10:08 Elementos de uma Copy profissional

15:27 Tipos de Lead de uma Copy

Christopher Neiverth, Head de Digital - Allomni, esteve no Congresso E-Commerce Brasil Santa Catarina para falar sobre 'Funil de vendas para e-commerce: do planejamento a execução. Confira como foi a palestra!